poema novo pra musa de sempre

Andei meio sumido eu sei, mas estava cuidando dos preparativos para a próxima reunião do cine clube. Bem hoje eu escrevi um poema para quem não escrevia há tempos. TBN.
Poema simples e direto, mais um registro do que um poema penso eu. Ah que saudades de você.

Depois de tanto tempo você aparece
Sorrindo
Chegando perto
Sentando em meu colo.
E chega mais perto
Para eu me queimar de desejo
Recebo teu beijo
E minhas mãos o teu corpo.
Linda manhã em que sonho e realidade
Se fundem.

“Sedução” para D.F.

Você me deixou sozinho
Com minha imaginação
E pude ouvir seus passos pelo quarto
Sensual como uma serpente
Que encanta a vítima.
Senti sua mão em meus cabelos
E barba
E seus seios tocando minha nuca
E você me abraçava
Acarinhando meu peito.
E busco teus olhos
Quando te trago para frente
E acho teus lábios,
E teu corpo nu,
Lindo
Te cubro num abraço
E meu beijo te é entregue.
Em tua boca, pescoço
Colo, seios
Braços, mãos
Pernas
Sonhos…
Em cada canto minha boca desenha
O desejo que cresce em mim.
Inapelável sensação de entrega em segredo,
Com urgência, como a manhã que irá chegar.
E eu desvendo seu segredo
Como um espião que sou.

Feliz IPSD a todos os pipester´s!

IPSD_2002111
para aqueles que não sabem o dia 20 de fevereiro é o dia internacional de fumantes de cachimbo. Tenho a honra de fazer parte de alguns grupos e confrarias e por isso comemoro esse dia. A todos os confrades um abraço e boas cachimbadas.

WE ENVISION A WORLDWIDE COMMUNION

of pipe-smokers that is bound together by a shared love for pipe-smoking, mutual respect, and goodwill • We envision a society that respects the informed choice and adult use of smoking tobacco • We envision a world where governments act in good faith and integrity, and have the political will and personal courage to express their values appropriately through legislative means • This means that as a group we are united and strong in our beliefs, have understanding, patience, wisdom, enjoy the philosophical aspect of pipe-smoking, and seek to promote pipe-smoking as part of a lifestyle that can be thoroughly enjoyable to adults through the responsible use of tobacco.

MISSION
To foster links across the globe in honor of friendship, benevolence, and tranquility; and to celebrate the fraternity of pipe-smokers across all borders.

PURPOSE
On this day we will take a breather and celebrate the noble art of pipe-smoking and the noble spirit which pervades the brother/sisterhood of the briar. We will put into practice the time-honored and ancestral traditions of raising our pipes in toast to each other in the evening in unison and, thus, share a bowl together.

PHILOSOPHY
Today’s hectic environment almost dictates that we run on full efficiency, have total involvement in our work, our families and in every aspect of what we do to survive and achieve in a world set at high speed.• With ever-changing values it is the intent that The International Pipe-Smoking Day will allow us, the Brothers and Sisters of the Briar to step back and appreciate our rich historical value. • For pipe-smokers and pipe-smoking everywhere the day will be emblematic of our shared values, history, traditions, and aspirations.

entrevista para o Mosaico


Hoje eu entrevistei para o bate papo do Mosaico o vereador tupãense Lucas Machado. Uma liderança da juventude local ciente de sua parcela de responsabilidade para que as boas mudanças aconteçam. No blog do vereador existe um resumo da entrevitsa

http://www.lucasmachado.blog.br/2011/02/vereador-lucas-machado-participa-do.html

Agradeço aqui ao vereador e a sua assessora Renny Vindrich que sempre nos atendeu de uma forma competentíssima.

dica literária

Hoje quero indicar um livro de um escritor de língua espanhola. Irmão da minha querida Guismo Sol. Li o seu primeiro livro quando ainda morava em Salvador e a história ainda está em mim. Muito boa sua escrita e a forma em que descreve suas personagens.

 

 

 

 

 

 

 

Ecos revolucionarios
Luchadores sociales, Uruguay, 1968-1973

Barcelona, 2003
nóos editorial
Rodrigo Vescovi Parrilla
570 págs.

En la “Soli 314” os presentábamos la novela “Ladrones de la infancia”, anunciándoos en aquella ocasión la reseña de la obra que hoy os presentamos: “Ecos revolucionarios, Luchadores sociales, Uruguay, 1968-1973”. Escrita por este joven historiador uruguayo afincado en Barcelona, es quizá el trabajo más exhaustivo ya no sólo de su trayectoria personal, sino de la historia contemporánea uruguaya en lo concerniente a las luchas sociales acaecidas durante esos años. De ahí la buena acogida que está teniendo en aquél país.
“Si con la lectura de esta obra se ha reflexionado, llorado, reído, temido, gozado, sufrido, amado, soñado, odiado, luchado y aprendido, el objetivo estará cumplido. Se habrá vivenciado una parte importante de lo que hicieron y sintieron los luchadores sociales en Uruguay desde 1968 hasta 1973”, relata el autor.
El libro recoge la fuerza y la radicalidad de un sector combativo de la población uruguaya que, ante la crisis, el deterioro de su nivel de vida y el aumento de la miseria propia o ajena, no se caracterizó por la lamentación contemplativa ni por esperar a que la izquierda gestionara la injusticia social desde el Parlamento. Rechazó el miedo, la espera y el reformismo; y volcó toda su existencia en el combate contra el sistema capitalista para alcanzar una sociedad sin clases, caracterizada por la existencia de una verdadera comunidad humana.
En el compromiso militante, los combatientes vieron acabar su cotidianidad. En apartados tan necesarios como “Amor en tiempos de lucha”, “Género y militancia” y “Los hijos de los luchadores sociales”, los testimonios analizan, de forma introspectiva, los avatares de aquel período lleno de muertes pero, sobre todo, de capacidad de luchar por la vida.

Poxa hoje é aniversário do meu grande amigo Sylvio Passos. Trocamos figuras desde 1993 e ele sempre atendeu, não só a mim como a todos os que conheço e conheci através deles, de uma forma muito legal e amiga. Por isso sempre faço questão de render homenagens a essa pessoa sem igual.
Parabéns Sylvão, muita coisa boa rolando em 2011 pra gente.

 

 

 

 

 

na foto The Killer, Sylvio e eu na Virada Cultural Paulista 2010

Acróstico 12 fev. 2011

Gosto de você

Assim mesmo, do meu jeito

Brincando com palavras

Rindo desses desencontros

Igual a um insano poeta que caminha em paz

Enquanto sua alma escorrega pelos olhos lacrimejantes

Longe de todo sentido o afeto torna-se fato

Amanhã deixarei um presente em sua caixa de correio.

 

poema sem título

Você é uma estrada

Sinuosa

Como bailaria num palco cheio de luz.

Uma menina doce que tem em seu peito

A paixão simples porque é verdadeira,

Um dia você aprende que todas as dores cessam

E todas as feridas se fecham.

Me interesso mais em te fazer sorrir do que em te fazer gozar.

Nem todos te deixaram, ainda fiquei aqui

Velando teu sono distante

Como um louco que caminha debaixo de chuva

E ama a madrugada

Você deveria ser minha.

(Madrugada de 12 de fevereiro,2011(01h23) )

 

 

 

Domingo tem Cine Clube no Ponto de Cultura

 

O Ponto de Cultura “Teatro Gera Vida, Vida Gera Teatro” traz mais uma novidade é a montagem de um Cine Clube que funcionará a partir do próximo domingo dia 13 a partir das 20h30 com entrada franca na sede do Ponto que fica na Rua Antônio José Lemos, 45 Vila Indústria. O projeto surgiu das conversas entre a direção do Ponto e antigos membros do grupo “Oficinas da Tribo” Marcel Lourenção e Eduardo “Jim” Duran que tinham interesse em voltar a discutir e fomentar o áudio visual e a sua prática em Tupã. A intenção é em principio exibir filmes fora do eixo comercial. Sejam eles documentários, ficção, animação, grandes produções e cinema marginal. O Cine Clube Ponto de Cultura, não servirá apenas para que se assista os filmes, mas também, ao final de cada exibição haverá um bate papo entre os presentes. Estão previstos encontros quinzenais para a exibição de filmes e discussões. Para essa primeira reunião serão apresentados três filmes feitos por tupãenses. “A História do Menino da Tábua” do jornalista Higor Bonjardim, “Os Loucos” do ator Eduardo “Jim” Duran e um vídeo dos alunos da escola Irene Resina Migliorucci dirigido por Lucas Redressa.

"Um fornilho cheio e café. Ainda vivo"

Repositório de Emoções

Aventuras literárias sobre maternidade, auto-exilio e crises existenciais

Chicoabelha's Blog

Just another WordPress.com weblog

Marisa, a Noob

Textos aleatórios de noobice

Xadrez Verbal

Política, História, atualidades e um pouco de autoterapia

blog da kikacastro

Para leitores pensantes.

gueto

revista literária luso-brasileira

Nataly Nunes

Literatura e cotidiano

17 de novembro

escrevo no papel da verossimilhança, mas nunca da vida real.