Sobre o dia em que taquei fogo em tudo o que escrevi.

Tenho sempre por perto algum caderno para poder anotar alguma ideia que me surja esteja onde estiver. Vez por outra são pequenas frases soltas que se tornam gatilhos para textos maiores, talvez poemas, talvez uma carta, talvez uma canção. Estão espalhadas pelas páginas do meu diário e ficam ali, guardadas como pequenas pistas. Há muito de mim ali, muita coisa que ninguém nunca soube ou saberá. Muita tentativa infrutífera de criar também, Muita ideia que não vinga, não somos gênios por aqui, construímos o que podemos com o que temos.
Vez em quando sai algo tão íntimo que não vejo sentido publicar aqui, ou em qualquer outro canto. São meus amigos silenciosos que servem de registro, como meus segredos poéticos.  Alguns são bem velhos e já não fazem tanto sentido, mas permanecem em repouso, porque vai que, né?
Hoje de madrugada me deu uma vontade doida de atear fogo em tudo o que já havia escrito. Uma vontade de se apagar, de não deixar a impressão digital no mundo, não ser.
E, ao abrir o diário para começar a rasgar as páginas, me deparei com um poema que escrevi na madrugada do dia 08 de janeiro passado. Precisei de um cachimbo, um café e silêncio depois que o reli. Queimei, não literalmente, muitos desses escritos. Precisava abrir espaço, ficar mais leve.
Agora estou aqui, quieto como um túmulo, esperando o sol baixar um pouco mais para poder caminhar. O caminho só é feito se o caminhamos.
Tem muita coisa em mim, muita, tanta palavra que fui esculpindo como se fosse um Rodin com caneta, mas preciso de um tempo para poder terminar. Não dá para correr, não dá pra ser no meu tempo, tem que ser no tempo dele. É difícil, às vezes, lidar com isso. Mas há coisas piores para lidar também.
Cansei de esperar pelo sol.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.