Noturno #17

the_sandman_by_la_puppette-d5gm28v

É um adeus,
Sinais sonoros que é chegada a hora
A escuridão que abraça e recebe calma o ser
que se deixa em seus braços.
Esvai-se todo medo em rubro líquido
esvai-se o ser e deixa de ser, de estar
Silêncio profundo em sua cripta,
como se fosse uma hora propícia para a partida.
Não se preocupe, ficarei bem quando me for,
Me tornar ausência plena, me tornar não mais.

2 comentários em “Noturno #17”

  1. Simplesmente perfeito! Como um desejo de ir sem necessariamente se chegar a algum lugar, ser apenas apagado, obliterado, sem deixar qualquer forma de consciência para trás. Um adeus sem volta e teu texto o marcou lindamente. Grande abraço, mestre escriba! 8)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.