Noturno #17

the_sandman_by_la_puppette-d5gm28v

É um adeus,
Sinais sonoros que é chegada a hora
A escuridão que abraça e recebe calma o ser
que se deixa em seus braços.
Esvai-se todo medo em rubro líquido
esvai-se o ser e deixa de ser, de estar
Silêncio profundo em sua cripta,
como se fosse uma hora propícia para a partida.
Não se preocupe, ficarei bem quando me for,
Me tornar ausência plena, me tornar não mais.

Anúncios

Sobre Jim Duran

Professor, escritor, ator. Já foi chamado de Caminhante Noturno, já teve seus dramas e risos, lágrimas e desespero.
Esse post foi publicado em Tudo junto. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Noturno #17

  1. Nika disse:

    Passando pra conhecer e deixar meu carinho… Amei seu cantinho! bjuuu

  2. Simplesmente perfeito! Como um desejo de ir sem necessariamente se chegar a algum lugar, ser apenas apagado, obliterado, sem deixar qualquer forma de consciência para trás. Um adeus sem volta e teu texto o marcou lindamente. Grande abraço, mestre escriba! 8)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s