A Lição do Rinoceronte Careca estará no FESTIVALE.

mexida

Sim, estaremos em São José dos Campos no dia 07 de setembro com  “A Lição do Rinoceronte Careca”. A participação se dá através do módulo de circulação do Projeto Ademar Guerra que tem nos proporcionado uma experiência ímpar. Obrigado Aldo Valentim, Sérgio Ferrara, Beto Souza e toda organização do Festivale. Abaixo segue matéria com toda a programação do evento.

Descentralização marca a 28º edição do festival, que começa dia 5

Paula Maria Prado
São José dos Campos

Com o objetivo de atingir um maior número de pessoas, começa na próxima quinta-feira o 28º Festivale (Festival Nacional de Teatro do Vale do Paraíba). Com programação descentralizada, serão 23 espetáculos apresentados em praças e ruas da cidade, espaços culturais e teatros.
Esta edição da festa conta ainda com intervenções, oficinas, lançamentos de livros, saraus, palestras e exposições.
Tal descentralização era uma luta antiga da classe artística que, desde o final da década de 1990, pedia aos governantes uma política no setor para aproximar o público de toda a cidade das apresentações.
Segundo Wangy Alves, coordenador do festival, essa será uma tentativa de despertar o interesse das pessoas pelo teatro. “Levamos os espetáculos e as ações para os bairros para que todos possam vê-los sem ter de se deslocar até a região central de São José.”
Ainda segundo o coordenador, conversas e trocas de experiências entre atores, diretores e o público serão bem-vindas durante o evento.
“Algumas peças terão espaço para debates depois das apresentações, não só sobre o tema, mas também sobre a arte de fazer teatro”, disse Alves.
Curadoria. 
A prioridade foi incentivar a participação de grupos de São José. No entanto, a programação conta ainda com companhias de cidades de Minas Gerais, Goiás, Santa Catarina, Rio de Janeiro, São Paulo e do Distrito Federal.
“Tivemos diversas etapas de curadoria. Na primeira, selecionamos dentre os 200 espetáculos inscritos, 23. Nossa preocupação foi também geográfica. Queríamos apoiar a participação de várias cidades do país sem deixar de lado a representatividade dos municípios do Vale do Paraíba”, afirmou.
Os responsáveis pelo festival cuidaram ainda da qualidade e da versatilidade dos trabalhos que serão apresentados.
“Queríamos abranger diversos tipos de formatação das peças, como trabalhos de rua e ‘clowns’. Por fim, fechamos os convidados”, disse Alves.
O escritor Ariano Suassuna foi convidado para abrir o espetáculo. No entanto, por recentes problemas de saúde, não poderá comparecer.
Antônio de Nóbrega, ator, músico e diretor, abrirá o festival. Estarão presentes ainda a teatróloga e pesquisadora russa Elena Vássina e o ator Luís Melo, que está no ar na Globo em “O Cravo e a Rosa”, com o personagem Nicanor Batista, e em “Amor à Vida”, com Atílio Pimenta.
Festival 
. O tema desta edição é “Teatro para se viver: Celebração” e a abertura começa a partir de um cortejo pelas ruas da cidade.
“Vamos celebrar a presença de grupos teatrais que têm muitos anos de existência, como o Circo Branco. Além disso, temos cinco grupos joseenses participando, o que é bastante significativo”, afirmou Alves.
(Veja programação completa do 28º Festivale abaixo).


‘Cresce procura pela arte’

A descentralização da programação do festival é bem vista pela classe artística. Segundo Jacqueline Baumgratz, presidente da Companhia Cultural Bola de Meia, não só houve a distribuição dos espetáculos pela cidade como ocorreu a ampliação da programação.
“Percebi que houve uma diversidade de linguagens teatrais. Ainda que a prioridade tenha sido os grupos locais, está vindo muita gente de fora. Acredito que o Festivale está se ampliando”, afirmou.

Interesse. 
Segundo ela, o grande número de peças inscritas no festival e tal descentralização são um reflexo do aumento do interesse do público pela arte. “Cresceu o número de pessoas atrás de oficinas e cursos. Não só de interessadas em ser ator, como de pessoas em busca de melhorar a sua forma de comunicação com o mundo. Isso reflete na forma de atuar dos grupos”, disse.

PROGRAMAÇÃO

05.09 (Quinta-feira)

17h – Concentração no pátio da igreja São Benedito Cortejo pelas ruas centrais de São José dos Campos para celebrar início do 28º Festivale

20h – Teatro Municipal

Aula-espetáculo: “Uma Outra Linha de Tempo Cultural”, com Antônio Nóbrega

06.09 (sexta-feira)

15h – “Ambulante” (Pça. Cônego Lima, Centro) Cia. Arte Negus, de São Paulo (Comédia) Duas pessoas (Figura e Ououou) são ambulantes que usam a criatividade para sobreviverem no dia-a-dia em seus comércios

19h – “Coração Denunciador” (Cine Santana) Laboratório Teatro Químico, de São José e Jacareí (Drama) Baseado no conto de Edgar Allan Poe, a peça traz o relato de um assassino que mata um velho por se sentir profundamente perturbado pelo olho doente do idoso

19h – “O Caixeiro da Taverna” (Teatro Dailor Varela) Cia. Independente de Teatro, de São José (Comédia) Ambientado no Rio de Janeiro, em 1947, a pela trata da ambição de um português que vive clandestinamente no Brasil

21h – “Agda” (Teatro Municipal)

Boa Companhia e Matula Teatro, de Campinas (Drama) Adaptação do conto homônimo da escritora Hilda Hilst e traz questões sobre o feminino

23h – “Folia do Homem Diabo” (CET – Centro de Estudos Teatrais) Cia. Teatral Controvérsias, de Pindamonhangaba (Drama) Apresenta a jornada do homem, desde a criação do mundo, em busca da explicação da sua existência

0h – “Toda Nudez será Castigada” (Galpão – Oficina Cultural Regional Altino Bondesan) Cia. Teatro da Cidade, de São José (Drama) Narra a história de paixão da prostituta Geni por Herculano, um rico viúvo conservador, e por Serginho, filho dele
07.09 (Sábado)

11h – “O Casamento da Mulher Solteirona” (Rua Coronel José Monteiro, 953, Vila Santa Cruz 2) Teatro do Imprevisto, de São José (Comédia) Maricota é uma solteirona que deseja se casar, para isso ela contará com a ajuda de seu irmão Simão, que intercede junto ao padre para os preparativos do casamento da moça. Porém, nem tudo sai como o previst

10h – Feira Livre do Galo Branco

15h – “Sonho de Palhaço – Carambas & Carambolas” (Pq. Santos Dumont, Vila Adyana) Cia dos Homens de Palha de Circo e Teatro, de São José (Comédia) Para evitar que o tradicional circo “Carambas & Carambolas” desmonte sua lona para sempre, dois palhaços assistentes decidem realizar o sonho de reerguê-lo, mas não sem antes entrarem em várias enrascadas

11h – “Ambulante” (Pça. Afonso Pena, Centro) Cia Arte Negus, de São Paulo (Comédia)

15h – “O Convite dos Bichos” (Vila do Rhodia – Ponto de Cultura Velhus Novatus)

Cia. Mundo Teatral, de São José (Infantil) Fábula em que bichos se reúnem para discutir o futuro da floresta, uma vez que o homem pretende destruí-la

15h – “Amor por Anexins” (Anfiteatro do Parque da Cidade) Grupo de Teatro Guará, de Goiânia (Comédia) Isaías, um senhor distinto, quer se casar com Inês, senhora distinta, para desposa-la resolve escrever uma carta de amor contando as suas intenções

15h – “Saltimbembe Mambembancos” (Anfiteatro do Parque da Cidade) Rosa dos Ventos, de Presidente Prudente (Comédia) Festa popular em que palhaços se apresentam como artistas saltimbancos

18h – “Auto da Paixão” (Sede da Fundação Cultural Cassiano Ricardo) Circo Branco, de São Paulo (Comédia) Recria procissões, reisados e pastoris, tal como o espírito das festas populares nordestinas, um misto de sagrado e de profano

19h – “Histórias Lá Da Serra” (Teatro Dailor Varela) Anônimos da Arte, de Botucatu (Comédia) O espetáculo traz a história de um triângulo amoroso formado por Tereza, João e Ana, e conta causos e situações de uma comunidade caipira

20h – “A Lição do Rinoceronte Careca” (Cine Santana) Associação Cultural Ágape de Tupã, de Tupã (Teatro do absurdo) Entre as cobranças que permeiam a relação de dois amigos, um casal que se reconhece, um professor sádico e uma aluna deslumbrada, um lógico e um senhor idoso, existe uma vida absurdamente cotidiana.

20h – “Amor por Anexins” (Praça Monsenhor Luiz Gonzaga Alves Cavalheiro, Santana) Grupo de Teatro Guará, de Goiânia (Comédia)

22h – “Cabaret Del Rinoceronte” (Teatro Municipal) Teatro do Rinoceronte, de São José (Comédia) O burlesco, o nonsense e um toque kitsch marcam o espetáculo, em que personagens histriônicos surgem em quadros cômicos e inusitados amarrados por um mestre de cerimônias

0h  – “Toda Nudez Será Castigada” (Galpão – Oficina Cultural Regional Altino Bondesan) Cia Teatro da Cidade, de São José (Drama)

08.09 (domingo)

10h – “Aqui Trem! – Histórias da Ferrovia” (Parque Vicentina Aranha, Vila Addyana) Grupos: 4 na rua é 8 e Ó Minha Gente!, de Jacareí (Comédia) O espetáculo é ambientado em uma estação de trem já esquecida e que ainda conserva a memória que fala sobre encontros e despedidas, amores e desamores, planos e momentos históricos

11h – “O Casamento da Mulher Solteirona” (Pça. 1º de Maio) Teatro do Imprevisto, de São José (Comédia)

16h – “Entre Cortes e Naus – A Revolução das Águas” (Cine Santana) Cia de Teatro/Dança Programa Vida Saudável, de Bertioga (Popular) Encontro de lavadeiras e suas ladainhas. Resgata contos e cantigas regionais

16h – “Saltimbembe Mambembancos” (Pça. Cônego Manzi, em São Francisco Xavier) Rosa dos Ventos, de Presidente Prudente (Comédia)

18h – “Cem gramas de dentes” (CET – Centro de Estudos Teatrais) Companhia Azul Celeste, de São José do Rio Preto (Drama) Um matador profissional, cercado pela polícia, pede a presença de um determinado líder da comunidade para negociar sua rendição

19h – “Coração Denunciador” (Teatro Dailor Varela) Laboratório Teatro Químico, de São José e Jacareí (Drama)

20h – “Toda Nudez Será Castigada”, (Galpão – Oficina Cultural Regional Altino Bondesan) Cia. Teatro da Cidade, de São José (Drama)

01h – “Folia do Homem Diabo” (CET – Centro de Estudos Teatrais) Cia Teatral Controvérsias, de Pindamonhangaba (Drama)
09.09 (segunda-feira) 

10h, 14h e 16h – “Cidade das Cantigas” (Teatro Dailor Varela) Cia. Troupe Trote, de Campinas (Musical Infantil) Espetáculo composto de personagens do imaginário infantil preservados por meio das cantigas de roda

15h – “Maravilhosas Histórias para Albak” (Espaço Tim Lopes) Grupo Caixa de Histórias, de São José (Infantil) No meio de um deserto de um tempo imemorial, quatro personagens que se cruzam entre mercados, viagens de camelo, mares e colinas

15h – “O Convite dos Bichos” (Espaço Chico Triste) Cia. Mundo Teatral, de São José (Infantil)

19h – “Sonhos de Palhaços” (Eugênia da Silva, Pq. Novo Horizonte) Os Pregadores do Riso, de Araçatuba (Comédia) O espetáculo mostra dois amigos, um deles, um feixe de nervos, obrigado ao constante exercício do controle para não estourar. O outro, dono de uma lógica peculiar, que, de tão conformado, beira a estupidez.

20h – “Blefe 2.0” (CAC Walmor Chagas) Com Victor Nóvoa, de São Paulo (Espetáculo de Palhaço) Blefe, um palhaço velho e mal humorado, contratado por uma grande multinacional para trabalhar com tecnologia e insatisfeito com a vida. Inspirado no filme “Tempos Modernos”, de Charles Chaplin.

21h – “No se puede vivir sin amor” (CET – Centro de Estudos Teatrais) Atores Rapsodos, do Rio de Janeiro (Drama poético) Uma coleção dos textos mais poéticos de Caio Fernando Abreu, em que o amor é a premissa de uma existência eventualmente feliz e completa.

10.09 (terça-feira)

10h – O Convite dos Bichos (Escola do Taquari) Cia. Mundo Teatral, de São José (Infantil)

11h – “Viajantes” (Pça. Cônego Lima, Centro) Teatro de Caixeiros, de Ribeirão Preto (Intervenção) Quatro viajantes vão de cidade em cidade levando suas histórias e o encanto das miniaturas em suas malas misteriosas. Em cada mala uma história

15h – “Viajantes” (Pça. Afonso Pena, Centro) Teatro de Caixeiros, de Ribeirão Preto (Intervenção)

15h – “Filhotes da Amazônia” (Teatro Dailor Varela) Pia Fraus, de São Paulo (Infantil) Peça traz relação dos pais com os seus filhos, tanto entre animais quanto entre os seres humanos

15h – “O Convite dos Bichos” (Espaço Eugenia da Silva) Cia. Mundo Teatral, de São José (Infantil)

15h – “Maravilhosas Histórias para Albak” (Cine Santana) Grupo Caixa de Histórias, de São José (Infantil)

19h – “Kung-Fu Clowns” (Espaço Chico Triste, Vila Tesouro) La Cascata Cia Cômica, de São José (Comédia) Nas elevadas montanhas havia um templo dedicado a arte do Kung-Fu. Atendendo a um chamado do mestre os três discípulos retornam: os Kung-Fu Clowns

19h – Palestra: “Stanislávski e o teatro contemporâneo – caminhos e descaminhos de sua herança artística e eórica” (Sesc – auditório) Homenagem aos 150 anos de nascimento de Constantin Stanislávski Com Elena Vássina

21h – “Os Malefícios do Tabaco” (SESC – auditório) Rangávali Artes, de São José (Drama) Trata de um homem pacato, dominado pela mulher, preso em angústias, mas que conserva um fascínio legítimo pela vida

21h – “Sonhos de Palhaços” (Teatro Municipal) Os Pregadores do Riso, de Araçatuba (Comédia)
11.09 (quarta-feira

10h – “Cidade das Cantigas” (Espaço Eugênia da Silva) Cia. Troupe Trote, de Campinas (Musical Infantil)

14h – Cidade das Cantigas (Espaço Eugênia da Silva) Cia. Troupe Trote, de Campinas (Musical Infantil)

15h – “Lili reinventa Quintana” (Cine Santana) Téspis Cia de Teatro, de Itajaí (Infantil) Uma homenagem ao poeta Mário Quintana, traz a história de Lili, menina perdida que entre caixas, livros e fragmentos de histórias e tenta se reencontrar

15h – “O Convite dos Bichos” (Teatro Dailor Varela) Cia. Mundo Teatral, de São José (Infantil)

16h – Cidade das Cantigas (Espaço Eugênia da Silva) Cia. Troupe Trote, de Campinas (Musical Infantil)

18h – “Os Ancestrais” (CET – Centro de Estudos Teatrais) Teatro Invertido, de Belo Horizonte Parte de uma situação fantástica para abordar temas cokmo os laços familiares e a noção de propriedade da terra no Brasil

21h – “Os Ancestrais” (CET – Centro de Estudos Teatrais) Teatro Invertido, de Belo Horizonte

19h – “Melhor na Boca do Povo do que Pobre” (Teatro Dailor Varela) Arte das Águas, de Ibirá (Comédia) Com o falecimento do coronel Ludovico Mococa, a vila de Aribi, no interior do nordeste, vira um perfeito campo de guerra para saber quem vai ficar com o dinheiro dele

19h – “Sonhos de Palhaços” ( Espaço Tim Lopes, Bosque dos Eucaliptos) Os Pregadores do Riso, de Araçatuba (Comédia)

21h – “Vai Passar” (Teatro Municipal) Grupo Morpheus Teatro, de São Paulo (Comédia Dramática) O espetáculo fala de momentos da vida em que somos tomados por sensações e sentimentos que não podemos controlar


12.09 (quinta-feira)

14h – “O Convite dos Bichos” (Ponto de Cultura Oca) Cia. Mundo Teatral, de São José (Infantil)

15h – “O Senhor das Chaves” (Teatro Dailor Varela) Jogar Produções Artísticas Ltda com Alexandre Roit, de São Paulo (Comédia) Um velho marinheiro aparece, não se de onde, bastante atrapalhado, mostra dúvidas a respeito do que faz ali e quem são aquelas pessoas sentadas à sua frente

15h – “Noticia Pra Embrulhar Peixe” (Teatro Municipal) Circo Navegador, de São Sebastião (Comédia) O peixeiro lê o mundo por meio das notícias do jornal, usado para embrulhar o seu produto. Cheio de denúncias sociais.

15h – “Sonhos de Palhaços” (Espaço Chico Triste, Vila Tesouro) Os Pregadores do Riso, de Araçatuba (Comédia)

19h – “Um Dia Ouvi a Lua” (Espaço Eugênia da Silva, Pq. Novo Horizonte) Cia Teatro da Cidade, de São José (Comédia dramática) Inspirada nas canções “Adeus, Morena, Adeus”, “Cabocla Tereza” e “Rio Pequeno”, gravadas por Tonico & Tinoco nas décadas de 50 e 60. Debate o feminismo

19h – “Noticia Pra Embrulhar Peixe” (Teatro Municipal) Circo Navegador, de São Sebastião (Comédia)

20h – “Projeto Casa Verde” (Cine Santana) Laboratório Teatro Químico, de Jacareí (Comédia) Adaptação para teatro do clássico de Machado de Assis “O Alienista

21h – “Suspiros Poéticos” (CET – Centro de Estudos Teatrais) Humanidhas Trupe, de Jacareí Narra quatro histórias: o amor à primeira vista, a fé em Santo Antonio Casamenteiro, o amor trágico e o primeiro amor

21h – “Noticia Pra Embrulhar Peixe” (Teatro Municipal) Circo Navegador, de São Sebastião (Comédia)

13.09 (sexta-feira)

10h – “O Romance do Vaqueiro Benedito” (Pq. Vicentina Aranha) Grupo de Teatro Mamulengo Presepada, de Taguatinga Traz personagens clássicos da cultura popular  com parentesco próximo com os personagens da Comédia Dell’Arte

10h – “Cidade das Cantigas” (Espaço Tim Lopes) Cia. Troupe Trote, de Campinas (Musical Infantil)

15h – “O Romance do Vaqueiro Benedito” (Pq. Santos Dumont) Grupo de Teatro Mamulengo Presepada, de Taguatinga

15h – “Cidade das Cantigas” (Espaço Tim Lopes) Cia. Troupe Trote, de Campinas (Musical Infantil)

15h – “O Rio” (Teatro Dailor Varela)

Teatro Didático da UNESP & Teatro Brancaleone, de São Paulo (Teatro Visual) Inspirada no poema homônimo, de João Cabral de Melo Neto, traz o conceito de teatro visual

15h – “O Convite dos Bichos” (Ponto de Cultura Biblioteca Solidária, em São Francisco Xavier) Cia. Mundo Teatral, de São José (Infantil)

19h “Sonhos de Palhaços” (Circo São Xico, em São Francisco Xavier) Os Pregadores do Riso, de Araçatuba (Comédia)

20h – “Medealíquida” (Teatro da Rua Elisa) Cia do Trailler – Teatro em Movimento, de São José Traz o mito Medeia, uma mulher que após ser traída e abandonada pelo marido mata os filhos

21h – “Um Dia Ouvi a Lua” (Teatro Municipal) Cia. Teatro da Cidade, de São José (Comédia dramática)

23h – “O Arquiteto e o Imperador da Assíria” (CET – Centro de Estudos Teatrais)Cia. de 2, de São José (Teatro do Absurdo) Narra a história de um homem civilizado, o Imperador, cujo avião cai numa ilha, onde encontra um ser primitivo e animal, o Arquiteto


14.09 (Sábado)

10h – “Catação de História e Contação de Lixo” (Pq. Vicentina Aranha) Coletivo Onírico, de Vinhedo (Infantil) De forma lúdica, a peça passa por temas como diferenças sociais, diversidade religiosa e ciclos de vida por meio de bonecos

11h – “A Noiva do Defunto” (Pça. Afonso Pena, Centro) Andaime – Núcleo Universitário de Cultura – UNIMEP, de Piracicaba (Comédia)

Trata-se da história de um homem que é confundido com seu primo que acaba de morrer, noivo de uma jovem encalhada

15h – “Catação de História e Contação de Lixo”  (Pq. Santos Dumont) Coletivo Onírico, de Vinhedo (Infantil)

15h – “O Romance do Vaqueiro Benedito” (Pça. Hélio Alves Garcia) Grupo de Teatro Mamulengo Presepada, de Taguatinga (Mamulengo)

16h – “Aqui Trem! – Histórias da Ferrovia” (Pça. Emília Molina) Grupos: 4 na rua é 8 e Ó Minha Gente!, de Jacareí/SP (Comédia)

16h -“Sonhos de Palhaços” (Teatro Dailor Varela) Os Pregadores do Riso, de Araçatuba (Comédia)

18h – “Kung-Fu Clowns” (Teatro Dailor Varela) La Cascata Cia Cômica, de São José (Comédia)

19h – “Velhus Causus” (Vila do Rhodia /Ponto de Cultura Velhus Novatus) Cia Cultural Velhus Novatus, de São José (Comédia dramática) Enquanto aguarda o retorno de Dona Lurdinha, que esteve muito doente no hospital, Sabino reúne os amigos e prepara uma festa para recebê-la

21h – “Travessia” (Cine Santana) Grupo Tecelagem, de Jacareí Baseado nos contos reunidos de “Sagarana” e “Primeira Estórias”, escritor Guimarães Rosa, a peça conta a história de vaqueiros conduzindo a boiada

23h – “Festavale” (Clemente Gomes – FCCR) Celebra o encerramento do festival. Palco aberto e receptivo na Jam Session com o Coletivo Contemporâneo de Dança e Tempo-Câmera


15.09 (domingo)

15h – “Coração dos Teatros Rodantes” (Anfiteatro do Parque da Cidade) Andaime – Núcleo Universitário de Cultura – UNIMEP, de Piracicaba(Comédia)

O espetáculo foi desenvolvido a partir do livro/texto “Kafka e a boneca viajante” de Jordi Fabra i Sierra, que conta a história de uma criança e o seu brinquedo

10h – “A Noiva do Defunto” (Pq. Vicentina Aranha) Andaime – Núcleo Universitário de Cultura – UNIMEP, Piracicaba (Comédia)

10h – Cidade das Cantigas (Cine Santana) Cia. Troupe Trote, de Campinas (Musical infantil)

15h – Cidade das Cantigas (Cine Santana) Cia. Troupe Trote, de Campinas (Musical infantil)

15h – “O Caixeiro da Taverna” (Pq. Caminho das Garças) Cia Independente de Teatro, de São José (Comédia)

18h – “Curra – Temperos sobre Medeia” (CET – Centro de EstudosTeatrais)Contadores de Mentira, de Mogi das Cruzes (Drama) O espetáculo é uma celebração orixá sobre mitos clássicos

21h – “Ausência” (Teatro Municipal)Dos à Deux – com Luís Melo, de Rio de Janeiro (Teatro Gestual) O espetáculo solo coloca em pauta a solidão no mundo moderno e o homem frente a uma existência limite

Palestras 
O festival conta ainda com palestras no auditório Elmano FerreiraVeloso (Sede FCCR) e na Biblioteca Cassiano Ricardo.

Aulas e Oficinas
As atividades serão desenvolvidas no Cine Santana e na Oficina Cultural Regional Altino Bondesan.

Exposições
No Centro de Estudos Teatrais, no Museu do Folclore, nos espaços culturais e nas bibliotecas Pública Cassiano Ricardo, Hélio Pinto Ferreira e Helena Molina, além de intervenções nas praças Afonso Pena, Monsenhor Luiz Gonzaga Cavalheiro, Mário Cesare Porto e no parqueSantos Dumont.

Mais informações no site  www.fccr.org.br

Anúncios

Sobre Jim Duran

Professor, escritor, ator. Já foi chamado de Caminhante Noturno, já teve seus dramas e risos, lágrimas e desespero.
Esse post foi publicado em Tudo junto. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s