Não sou mais poeta ( tupã 28/jun.2012)

Não sou mais poeta,

Fiquei pop na tela de TV

Fazendo entrevistas e andando por aí.

Não sou mais poeta,

Rasgarei os últimos que escrevi

Não deixarei de lembrança nenhum original

Nada que comprove os amores que não vivi,

Nem os porres que tomei.

Não sou mais poeta,

Fui deixado na estante dessa, hoje mulher,

Que me jurou ser leitora eterna.

Os poetas são trocados como folhas de calendário.

Para que serve um poeta a não ser para ser deixado pra trás?

 

Anúncios

Sobre Jim Duran

Professor, escritor, ator. Já foi chamado de Caminhante Noturno, já teve seus dramas e risos, lágrimas e desespero.
Esse post foi publicado em Tudo junto. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s