Devil Woman Poem


Cavalgando sua moto
Em uma fria noite
Lábios carnudos
Que seguram um cigarro.
Cabelos emaranhados
Pelo carinho do vento
Peito aberto aos mistérios
Da madrugada.

Grita rascante por seu domínio
Walkyria, amazona, deusa bluseira.
Couro e arrebites te protegem o corpo
Por que a alma
Baila leve como fumaça
Liberta como um sonho.

Arranca minha atenção com esse sorriso
E escraviza meus olhos.
Para onde irá a doce mulher demônio
Depois que cativa?
Trás outra dose, o Jack Daniels não para
Ameniza o sentido e prepara o espírito
Para a longa noite de vigilha.

Jim Duran
22 de novembro 2011, madrugada

Anúncios

Sobre Jim Duran

Professor, escritor, ator. Já foi chamado de Caminhante Noturno, já teve seus dramas e risos, lágrimas e desespero.
Esse post foi publicado em Tudo junto. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s