TBN

Ontem foi o dia da poesia. Era aniversário de Castro Alves, também era o de Glauber Rocha. Mas queria contar de um encontro que tive enquanto caminha folheando a biografia do Lobão e pensava em chegar logo em casa para poder iniciar a leitura.
Passei diante de seu trabalho como passei tantas vezes, sabendo que não entraria pelo simples fato de não querer atrapalhar. Mas ao passar ali, mesmo longe em pensamento, ouvi sua voz e estanquei, olhei seguro de ver você e acertei.
Conversamos, matamos um pouco da saudade que nunca será saciada. Você me provou muita coisa que eu supunha. Ah como o tempo é besta em tentar tudo contra. Obrigado por continuar sendo minha musa.

Anúncios

Sobre Jim Duran

Professor, escritor, ator. Já foi chamado de Caminhante Noturno, já teve seus dramas e risos, lágrimas e desespero.
Esse post foi publicado em Tudo junto. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s