poema sem título

Você é uma estrada

Sinuosa

Como bailaria num palco cheio de luz.

Uma menina doce que tem em seu peito

A paixão simples porque é verdadeira,

Um dia você aprende que todas as dores cessam

E todas as feridas se fecham.

Me interesso mais em te fazer sorrir do que em te fazer gozar.

Nem todos te deixaram, ainda fiquei aqui

Velando teu sono distante

Como um louco que caminha debaixo de chuva

E ama a madrugada

Você deveria ser minha.

(Madrugada de 12 de fevereiro,2011(01h23) )

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.